segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Festas de CRISÂNTEMOS pelo Mundo


Foto: www.shafir.info_copyright_Alexander_Shafir


Já divagamos um pouco sobre estas lindas e coloridas flores os “Crisantemos”. Hoje vamos apreciar alguns festivais onde o crisantemo é o rei da festa.


Foto: www.emailvariety.com


Os crisantemos são flores especiais, de longa duração e muito resistentes, de cores vibrantes eles encantam a paisagem e os locais onde se encontram. Existem vários festivais pelo mundo, onde estas flores são as principais atrações.


Foto: www.emailvariety.com


Aqui ficam alguns desses coloridos e artisticos festivais:

Lahr Chrysanthemum Festival, Baden-Würtenberg, Germany
Realiza-se na charmosa cidade alemã de Lahr. Encontra-se situada na região de Baden-Würtenberg, ao norte de Freiburg e na área ocidental da Floresta Negra, onde o vale se funde com o Rio Reno e as planícies do leste.


Foto: www.emailvariety.com

Foto: www.emailvariety.com

Foto: www.emailvariety.com


Lahr é a cidade associada aos crisântemos que no outono a inundam com toda a sua palete de cores e alegria, sendo dispostos em peças de arte espectaculares.. É oferecido aos visitantes um vasto programa cultural e musical.


Foto: www.emailvariety.com

Foto: www.emailvariety.com

Foto: www.emailvariety.com


Este ano o evento de abertura da grande festa do crisântemo terá lugar no sábado, 19 de outubro e encerrará a 10 de novembro.


Foto: www.emailvariety.com

Foto: www.emailvariety.com


Longwood Gardens’ Chrysanthemum Festival, Pennsylvania, USA
Entre final de outubro e meados de novembro realiza-se em Longwood Gardens, num jardim de Inverno da Pensilvânia, este belissimo festival anual de crisântemos.


Foto: httpbyways.org

Foto: rwalck.wordpress.com


Kasama Chrysanthemum Festival, Japan
O Japão tem vários festivais de crisântemos, mas este é o mais antigo do país. A principal atração são os kiku-ningyo ou as bonecas feitas de crisântemos.


Foto: www.ibarakiguide.jp


Kaifeng Chrysanthemum Festival, China
Com mais de 3000 anos de história, Kaifeng é uma das cidades mais antigas da China. Durante outubro-novembro celebra-se a festa do crisântemo, uma festa cultural, onde os visitantes e cidadãos de Kaifeng comemoram a flôr oficial da cidade e aprendem mais sobre o folclore e história da cidade.


Foto: news.xinhuanet.com

Foto: news.xinhuanet.com


Dream Park Chrysanthemum Festival, Ilsan, Korea
O que antes era um aterro sanitário é hoje o lar de um festival de crisântemo popular na cidade de Ilsan, na Coréia. Coloridas flores agora preencher um campo de 860 metros quadrados. O festival, ocorre geralmente em outubro, conta com um vasto número de obras de arte feitas de crisântemos.


Foto: www.koreaitimes


Hangzhou Chrysanthemum Art Festival, China
É no Jardim Botânico de Hangzhou que se realiza o festival anual do crisântemo, entre meados de outubro e até final de novembro. Na cultura chinesa, os crisântemos representam a nobreza e despretensão.


Foto: www.shafir.info_copyright_Alexander_Shafir

Foto: www.shafir.info_copyright_Alexander_Shafir

Foto: www.shafir.info_copyright_Alexander_Shafir

Foto: www.shafir.info_copyright_Alexander_Shafir

Foto: www.shafir.info_Copyright_Alexander Shafir


Chrysanthemum festival, Miyauchi, Nanyo City, Yamagata Prefecture, Japan
Também em Outubro o Sosho Park, em Miyauchi, Nanyo City no Japão celebra a festa do crisântemo. O destaque do festival é uma série de bonecas feitas de crisântemos cultivados localmente.


Foto: wikipedia_Geomr


Chrysanthemum Festival in Kiev, Ukraine
Esta exposição de crisantemos abre em meados de outubro no Kiev Perchersk landscape park na Ucrania.


Foto: wikipedia_Valerii Tkachenko


Estes são alguns dos muitos festivais de crisântemos espalhados pelo mundo. Símbolo de simplicidade, perfeição, sinceridade, vida plena e feliz, estas lindas flores embelezam qualquer ambiente por isso não admira que sejam utilizadas com arte e mestria em arranjos florais.

Fontes e Fotos: Wikipedia; www.shafir.info; http://michelechristine.wordpress.com/; http://www.lahr.de/; http://www.theblogfarm.com/; http://discover-ukraine.info/events/crimea/yalta; http://wnu-ukraine.com/; http://byways.org; http://www.koreaittimes.com; http://news.xinhuanet.com/; rwalck.wordpress.com; httpbyways.org; www.emailvariety.com; outros net


Foto: www.shafir.info_copyright_Alexander_Shafir


"A arte é uma flor nascida no caminho da nossa vida, e que se desenvolve para suavizá-la." (Arthur Schopenhauer)

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Japão - O País do Sol Nascente


Viajar sem sair de casa

Por vezes não é possível viajar, as razões podem ser várias, falta de dinheiro, de saúde, idade avançada, enfim podem existir diferentes factores e motivos. No entanto, isso não deve ser impeditivo de conhecermos novos locais e costumes, podemos viajar sem sair da nossa cadeira, vendo fotografias que nos transportam, se assim a nossa predisposição quiser, a lugares longínquos.
Para todos os que gostam de viajar, nem que seja através da imaginação, aqui fica mais uma viagem virtual que nos vai permitir conhecer um pouco mais outras terras e culturas.


Hoje vamos viajar até … JAPÃO.

Boa viagem!




O Japão também designado como a “Terra do Sol Nascente” é um arquipélago composto por quatro grandes ilhas: Hokkaido, Honshu, Shikoku e Kyushu, e mais de 3.000 pequenas ilhas que compõem este país, que está situado a leste da Ásia entre o Oceano Pacífico e o Mar do Japão e de países vizinhos como a China, a Rússia e a Península da Coreia.

Foto: 1ms.net

O nome Japão tem origem do chinês “Ji-pen” (raiz do sol), uma vez que os antigos chineses acreditavam que o sol nascia nesse país. Em japonês, “raiz do sol” é “ni-hon”, ou Nippon, daí o adjectivo nipónico, designando aquilo que é relativo ao Japão.


Foto: www.wallpaper.com

A sua capital é Tóquio situada em Honshu, a maior ilha do arquipélago. Tornou-se a capital do império em 1868 com a actual designação. Sofreu duas grandes destruições; uma em 1923, quando foi atingida por um terramoto; e outra em 1944 e 1945, quando dos bombardeamentos americanos que destruíram grande parte da cidade e mataram mais de 150 mil pessoas.


Foto: wikipedia_Fg2

Tóquio é o principal centro político, financeiro, comercial, educacional e cultural do Japão. Possui a maior concentração de sedes de empresas comerciais, instituições de ensino superior, teatros e outros estabelecimentos comerciais e culturais do país. Tóquio também possui um sistema de transporte público altamente desenvolvido, com numerosas linhas de comboios, metros e de autocarros, bem como o Aeroporto Internacional de Tóquio.

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS a visitar:
- Museu Nacional de Tóquio
- Torre de Tóquio

Foto: wikipedia_Taro Tokyo

- Museu da Espada Japonesa
- Parque Nacional Chichibu-Tama
- Parque Nacional Meiji no Mori Takao
- Palácio Imperial do Japão


A bandeira nacional do Japão, conhecida em japonês como Nisshōki ou Hinomaru, ("disco solar"), é uma bandeira branca com um grande disco vermelho no centro. O símbolo do disco solar apareceu em leques transportados por samurais envolvidos nas contendas entre os clãs Taira e Minamoto. Embora o desenho do disco solar tenha sido oficialmente adaptado em 1870 pelo Imperador Meiji, para uso nas bandeiras navais, só foi formalmente adaptado como bandeira nacional em 13 de Agosto de 1999, através de um decreto que também confirmou as suas dimensões exactas.

O Brasão de crisântemo (KIKU NO GO MON SHOU) da Família Imperial do Japão tem 16 pétalas e a cor é dourada. O brasão dos parentes da Família Imperial tem 14 pétalas com a mesma cor. Na Era de Kamakura (1.185 a 1.333), foi oficializado o uso do brasão, a marca exclusiva da Família Imperial.

A moeda usada no Japão é o iene (ou yen).

Imperadores do Japão
A tradução da palavra "imperador" em japonês é "ten-nou". Escreve-se com dois ideogramas:
"ten" = céu, divino
"nou"= o rei
Ten-nou= o rei divino.

A família imperial é a mais antiga e ininterrupta do mundo. A linhagem do imperador do Japão dura 2.505 anos até o presente ano. O actual é o imperador Akihito cuja Era chama-se Heisei, a "Era da paz e da concretização". Em 1959, Akihito casou-se com a senhorita Michiko Shoda, a Imperatriz Michiko.


O imperador Akihito é o 125º (centésimo vigésimo Quinto) imperador. Cada Era tem seu significado e dura enquanto esse imperador estiver vivo.


Uma nova Era inicia-se quando o imperador falece. O imperador Akihito ascendeu ao trono em 1989, quando faleceu seu pai, o imperador Hirohito. A Era de Shouwa havia terminado e começava o ano 1 da Era Heisei.


Actualmente, de acordo com a Constituição do Japão, o imperador é o símbolo da nação e da unidade do povo, derivando a sua posição da vontade do povo, no qual reside o poder soberano. O imperador não tem poder relacionado ao governo. Ele só desempenha os actos que estão estipulados na Constituição.


O Japão tem uma Cultura diversificada, uma mistura de culturas mais avançadas do continente asiático que chegaram desde a Idade Média e posteriormente, da civilização europeia. Mas o Japão conseguiu gerar um complexo único de artes (ikebana, origami, ukiyo-e), técnicas artesanais (bonecas, objectos lacados, cerâmica), espectáculo (dança, kabuki, noh, raku-go, Yosakoi Soran, Bunraku), música (Sankyoku, Joruri e Taiko) e tradições (jogos, onsen, sento, cerimónia do chá), além de uma culinária única.

Foto: wikipedia_Author Olivier Lejade


A Religião
As principais religiões no Japão são o Xintoísmo e o Budismo. O Xintoísmo é a religião politeísta nativa do Japão. Passou por um processo sincrético com as religiões vindas do exterior: o Taoísmo, o Confucionismo e o Budismo. Este foi introduzido no país no século VI e logo se espalhou entre as classes guerreiras. Muitos japoneses consideram-se tanto xintoístas quanto budistas. O Cristianismo chegou em 1549 ao Japão, com São Francisco Xavier e é hoje professado por uma minoria de 0,7% dos japoneses.


Foto: http://www.taringa.net

A população actual do Japão ultrapassa os 127 milhões de habitantes. Cerca de 70% dos japoneses vivem nas cidades. Deste total, 58% aglomeram-se nas quatro grandes metrópoles: Tóquio, Nagoya, Oosaka e Kita-Kyuushuu. Mais de 95% da população japonesa tem origem no arquipélago. Os japoneses são descendentes de povos jomon, yayoi e ainus que se estabeleceram no arquipélago nipónico durante milhares de anos.

A economia do Japão tem uma das mais desenvolvidas e prósperas economias do mundo. Dentro das principais actividades industriais estão a engenharia automóvel, a electrónica, a informática, a siderurgia, a metalurgia, a construção naval e a química, com destaque para as indústrias com tecnologia de ponta nestes sectores. As exportações japonesas incluem equipamento de transporte, veículos motorizados, produtos electrotécnicos, maquinaria industrial e produtos químicos. É líder nos campos da pesquisa científica, tecnológica, equipamentos médicos, bem como no mundo dos robôs industriais.



O Relevo - Cerca de 75% do país é montanhoso com uma cordilheira no centro das ilhas principais, de forma que as pequenas planícies costeiras tornam-se as áreas mais povoadas do país. A montanha mais alta do Japão é o monte Fuji com 3.776 metros de altitude e seu ponto mais baixo fica no lago Hachirogata, quatro metros abaixo do nível do mar.


Foto: www.pinterest.com

Localizado no Círculo de fogo do Pacífico há 80 vulcões activos no país e os sismos são muito comuns devido a estar situado nos limites da placa tectónica eurasiática. Os rios japoneses são curtos e de águas ligeiras. Atingem o mar pouco depois de sua nascente nas montanhas acima e formam geralmente deltas em forma de leque.


Foto: www.fanpop.com

O clima japonês apresenta uma clara diferenciação entre as estações e sofre a influência de massas de ar frias vindas da Sibéria no inverno, bem como de massas de ar quentes do Pacífico no verão. Os tufões são comuns entre o fim do Verão e o início do Outono. O país pode ser dividido em quatro regiões climáticas: a de Hokkaido, de clima subártico, a da costa do Pacífico, temperado, a da costa do Mar do Japão, mais chuvoso, e o da região sudoeste, subtropical.


Foto: 1ms.net

Falar da gastronomia Japonesa é falar de "sushi", o prato mais conhecido e expandido do mundo da sua cozinha e que a cozinha japonesa é altamente correlacionada com os sabores de peixe, moluscos, crustáceos ou de outros produtos marinhos que o levará a prato da mistura de sabores do Japão. A culinária tradicional japonesa é dominada pelo arroz branco , e poucas refeições seriam completas sem ele. Qualquer outro prato servido durante uma refeição - peixe, carne, legumes, conservas - é considerado como um acompanhamento, conhecido como okazu. Também fazem parte da sua alimentação os frutos do mar, além de peixe e outros produtos marinhos (como algas). Carne e galinha são comummente inseridas na culinária do quotidiano. O macarrão, também é uma parte essencial da culinária japonesa.


Foto: wikipedia_ Chris 63

O Sumo - Luta tradicional Japonesa - A origem do sumo confunde-se com a origem mitológica do Japão. Há uma lenda que nos tempos míticos, os deuses lutavam entre si. O sumo não era apenas um desporto, mas uma forma de prever se as colheitas seriam boas através das intenções dos deuses. Relacionado aos cultos animistas, o sumo manteve a forma e adquiriu regras para se desenvolver, sem perder as características iniciais.


Foto: www.pinterest.com

O Japão destaca-se pela sua história, arte e cultura. São muitos os Monumentos, santuários Shinto e templos budistas que contam uma história de mais de 1.000 anos e que se integram no meio de uma paisagem verdejante e bela.


Foto: http://hdw.eweb4.com

Os seus jardins onde o verde e a água em plena harmonia transmitem serenidade a quem por lá passeia, são verdadeiras obras de arte.


Foto: Net

Algumas sugestões:

Osaka
Osaka, situa-se em Kansai no sul da ilha de Honshu e é capital da província do mesmo nome e a segunda maior cidade do Japão. É também a terceira cidade mais populosa do país. É uma cidade moderna, num país que tem inúmeras tradições culturais.

Foto: www.panoramio.com_My Home is Osaka

Um dos passeios imperdíveis em Osaka é visitar os seus inúmeros museus de arte, como o Museu Municipal de Arte de Osaka, que tem peças chinesas finíssimas e obras de arte asiáticas ou o Museu Oriental de Cerâmica.

A visitar:
- Osaka Museu de Historia
- Aquário de Osaka,
- Parque Tennoji,
- Parque Sumiyoshi

Foto: wikipedia_Kimon Merlin

- Osaka Castle Tenshukaku

Foto: www.virtualtourim.com

Kyoto
Kyoto é a cidade das gueixas e dos samurais, é conhecida como a capital dos templos, tem mais de 2 mil templos religiosos, budistas e xintoístas. Os "Monumentos Históricos da Antiga Kyoto" estão classificados como património mundial da humanidade pela UNESCO. Destes monumentos fazem parte os templos Kamo (Kami e Shimo), Kyo-O-Gokokuji (Toji), Kiyomizu-dera, Daigoji, Ninnaji, Saihoji, Tenryuji, Rokuonji (Kinkaku-ji), Jishoji (Ginkaku-ji), Ryoan-ji, Honganji, Kozan-ji e o castelo Nijo.


Foto: wikipedia_Bernard Gagnon

É considerado o centro cultural do Japão, pois dado que durante a Segunda Guerra Mundial, não foi bombardeado, tornou-se uma das cidades mais bem preservadas.


Foto: pessoal
Foto: pessoal

Na região de Quioto encontram-se alguns dos mais famosos templos do Japão, como por exemplo:


- Kinkaku-ji, o Pavilhão Dourado;


Foto: http://all-that-is-interesting.com

- Ginkaku-ji, o Pavilhão Prateado


Foto: Wikipedia_Author Moja

- Heian Jingū, templo xintoísta construído em 1895 e dedicado ao Imperador Kammu e ao Imperador Komei.


Foto: pessoal

- Ryoan-ji, um Templo Zen famoso pelo seu jardim de pedras. O templo e os jardins foram listados como um dos Monumentos Históricos da Antiga Quioto e, como Património Mundial da UNESCO.

Foto: wikipedia_Author Didier Moïse

- O templo Shunkoin, foi criado em 1590 por Horio Yoshiharu.


Foto: wikipedia_Author_663highland

Outro símbolo da cidade são as gueixas, que circulam pelo bairro de Gion, conhecido por abrigar as casas de gueixas mais famosas do país. As gueixas são mulheres que estudam a tradição milenar da arte, dança e canto, e se caracterizam distintamente pelos trajes e maquiagem tradicionais.


Fotos: wikipedia_ Daniel Bachler

Nagoya
Nagoya ou Nagóia, é a capital e maior região metropolitana da província de Aichi. É um dos principais centros de pesquisa e desenvolvimento e indústrias automobilísticas do Japão. Entre os pontos turísticos mais procurados de Nagoya está o Castelo de Nagoya.

Foto: www.nagoya-info.com

Outros PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS a visitar:
- Tokugawa Art Museum
- Nagoya/Boston Museum of Fine Arts
- Atsuta Shrine
- Shiroyama Hakusan Shrine
- Nagoya City Science Museum
- Nittaiji Temple

Foto: http://turismo.culturamix.com

Sapporo
Sapporo, está localizada na planície de Ishikari a oeste de Hokkaido, sendo a capital da província de Hokkaido. No Japão, Sapporo é conhecido como o local de origem da cerveja Sapporo. O acontecimento mais importante da cidade é o Festival de Neve de Sapporo que acontece na primeira semana de Fevereiro no Parque Odori.

Foto: Wikipedia_Author Nkns

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS a visitar:
- Torre do Relógio de Sapporo
- Torre de Televisão de Sapporo
- Parque Odori
- Museu da Cerveja de Sapporo
- Susukino
- Hokkaido Prefectural Office



Yokohama
A cidade de Yokohama localiza-se na província de Kanagawa. É a maior cidade independente do Japão e o maior porto. Um dos ex-libris da cidade é a Yokohama Landmark Tower, o mais alto edifício do Japão (296 m de altura).

Foto: wikipedia-Photograph by Gleam

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS a visitar:
- Marine Tower
- Parque Yamashita
- Yokohama Doll Museum
- Kanagawa Museum of Modern Literature
- Shin-Yokohama Raumen Museum


O Japão conseguiu um equilíbrio perfeito entre a tradição e o desenvolvimento, preservando uma herança de milhares de anos de história e cultura em simultâneo com a mais alta tecnologia.

Foto: pessoal

Foto: wikipedia_Author_663highland

É uma nação que vive o grande desafio da coexistência do antigo e do moderno.



Fontes e Fotos: “Wikipédia”, “Europa Viagem”, “Manualdoturista”, www.japan-guide.com/; Panoramio; www.tourist-destinations.net; www.wordlwidehomestay.com; www.win7wallpapers.com; www.tourism-japan.com; www.lookjaoan.org; www.japan-guide.com; www.tourist-destination.com; http://www.worldfortravel.com; http://wallpaperweb.org; http://japao.costasur.com/; 1ms.net; hdwallpapercollection.com; www.asia-trip.com; http://japao.costasur.com/; wallpaperweb.org; www.picstopin.com; outros.


* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.