quarta-feira, 2 de agosto de 2017

MACAU - Jardim Luís de Camões




O Jardim Luís de Camões localiza-se na Praça de Luís de Camões, foi criado em meados do século XVII sendo um dos jardins mais antigos de Macau.







Logo em frente da entrada ao centro da fonte, está a escultura o «Abraço», uma obra de Irene Vilar, concluída em 1996. Em redor desta escultura, e ao longo da escadaria existem painéis em calçada à portuguesa, alusivos aos cantos de «Os Lusíadas».







É um prazer passear no meio de toda a beleza, tranquilidade e encanto do jardim.








Existe uma cascata artificial e por cima dela está um miradouro.








Na parte mais em abaixo do jardim encontra-se a estátua de St. André Kim Taegon (1821-1846), o primeiro mártir coreano que estudou em Macau entre 1837 e 1842. Foi oferecida pela Conferência Episcopal da Coreia à Diocese de Macau, em 1986.





São vários os recantos para podermos descansar no meio da natureza






No ponto mais alto do jardim, fica o miradouro que foi construído em 1787, por Monsenhor Jean François de Galaup, Conde de la Perouse, um geógrafo e explorador francês. 




Dentro de uma gruta encontra-se o busto de bronze do poeta português Luís Vaz de Camões. Esta escultura de 1866, é da autoria do escultor Manuel Maria Bordalo Pinheiro. No pedestal estão gravadas as estâncias I, II e III do Canto I dos «Lusíadas» e na parte de trás a sua tradução em chinês.






No parque existem vários aparelhos para se poder praticar exercício físico.




Estava na hora de continuarmos o nosso passeio ...




Fotos: pessoais

Próximo Post: Jardim Lou Lin

3 comentários:

  1. Maria que delicia viajar, eu raramente o faço e pouco o fiz no passado, que bela postagem, tudo muito bonito, deve ser bom sentir esta energia de pertinho, amei, bjos Luconi

    ResponderEliminar
  2. Mais um bonito passeio com imagens fantásticas e perfumadas,

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. que lindo jardim. MAcau deve ser um local interessante para viajar.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.